Diretamente ao conteúdo
Ministério das Relações Exteriores da Finlândia

A Religião - Embaixada da Finlândia, Brasília : Info Finlândia : A Religião

EMBAIXADA DA FINLÂNDIA, Brasília
CONSULADO DA FINLÂNDIA, São Paulo


Fone (61) 3443-7151
E-mail: consular.bra@formin.fi, sanomat.bra@formin.fi
Português | Suomi | Svenska |  | 
Letra normalLetra maior
 

A Religião

Igreja de neve, de Ulrika Eleonora e Catedral da Helsínquia na Praça do Senado em Helsínquia.Igreja de neve, de Ulrika Eleonora e Catedral da Helsínquia na Praça do Senado em Helsínquia.

Na Finlândia existe liberdade total de culto desde 1923.

A Igreja Evangélico – Luterana é a principal instituição religiosa do país, com 85% da população baptizada segundo os rituais luteranos. A Igreja Ortodoxa Finlandesa conta com 1% da população como fiéis.

Embora o cristianismo  muito provavelmente, chegado à Finlândia ainda antes do fim do primeiro milénio, foi apenas no século XII que a Igreja Católica Romana se estabeleceu, após acções missionárias no sudoeste do país dirigidas pelo rei Erik da Suécia e pelo bispo inglês Henrique. A Igreja Ortodoxa foi introduzida no país a partir do Leste.

A Igreja e o Estado

Igreja velha de PorvooIgreja velha de Porvoo

A Igreja Evangélico-Luterana da Finlândia é uma instituição separada do Estado e, em termos administrativos é relativamente independente. Segundo a constituição finlandesa, o regime e a administração da Igreja são estipulados na lei religiosa, cujo conteúdo é estabelecido pelo concílio da Igreja. A Igreja e o Estado colaboram de variadas formas e, a igreja participa em muitas das iniciativas que pertencem à sociedade laica. No entanto, a Finlândia não tem uma igreja do Estado.

Na Finlândia, e à semelhança de outros países escandinavos, a relação entre a Igreja e o Estado antigamente era descrita como a: "Igreja do Estado", o que significava que o Estado assumia um compromisso perante uma profissão de fé e um modelo organizacional, ou em que o Estado detinha uma influência significativa nas questões de Igreja. Na Finlândia, a chamada "Igreja do Estado" existiu durante o período de soberania sueca, (séculos XVII-XVIII), e no princípio da era autónoma, (século XIX). Este sistema foi desmantelado gradualmente; a lei da igreja de 1870 representou o renascimento da Igreja como uma instituição independente e separada do Estado. O princípio da liberdade religiosa no regime político de 1919 significava que o Estado finlandês tornar-se-ia independente e imparcial, em termos religiosos . A lei da liberdade religiosa de 1922 estabeleceu um conteúdo pormenorizado referente ao conjunto normativo. A mesma lei estabeleceu também um papel diferenciado entre a Igreja Evangélico-Luterana e a Igreja Ortodoxa perante o Estado, em relação às outras comunidades religiosas; o estatuto económico e de entidade jurídica pública e a nomeação dos (arce)bispos pelo presidente da República.

A Igreja luterana da Finlândia pode ser denominada como a "Igreja do Povo". É uma parte integrante da história da sociedade e é uma instituição à qual pertencem a maioria dos finlandeses.

Igreja de Temppelin-aukio, HelsínquiaIgreja de Temppelin-aukio, Helsínquia

Mais informações:

 

Imprimir esta página

Atualizado 21/05/2009


© Embaixada da Finlândia, Brasília | Informação sobre o serviço | Contatos